Ocorreu um erro neste gadget

bem vindos

que pena que aqui so entra de maior ne?
se a policia pega nois elles mantam.

como participar do nosso blog?

participe do nosso blog mandando sua historia para: contoseroticossa@gmail.com as

29/01/2011

A APOSTA



Meu nome é carol tenho 22 anos, sou loira, tenho olhos verdes e sou dona de um corpo digamos muito sexy, faço academia todos os dias e por isso tenho coxas bem firmes e grandes, bumbum bem arrebitado e seios fartos e é claro uma barriguinha bem sequinha e gostosa, não digo para me gabar mais é o que os homens dizem a meu respeito. O que vou contar para você já vem acontecendo a mais ou menos uns 5 meses, sou solteira e presto 3º de Administração, desdo inicio do curso fiz varias a amizades, mais des do começo tive algumas rinchas com um rapaz chamado Diego , alto, braços forte, um bonito rapaz essas rinchas aconteceram quando em uma festa na Republica aonde varios rapazes moram rolou um festa e acabei dando um fora em Diego que estava super bebado e drogado, depois disso ele sempre me enche a paciencia. A mais ou menos 5 meses atraz Taty uma amiga minha me contou que ouviu Diego apostando com seus amigos que me comeria, o que despertou em mim uma grande existação na verdade, mais não iria me render tão facil assim aquele idiota. No começo do mês de Agosto rolaria uma festinha em uma republica e o pessoal do meu curso foi todo convidado, pois quem estava organizando era alguns amigos de Diego, sabia que ele tentaria algo comigo na festa e desde já começei a me exibir diante da turma, dizendo que iria de vestidinho e que iria me acabar de tando dançar. No dia da festa, tomei um banho demora e durante o mesmo começei a pensar no que Diego podiria estar armando, no segundo seguinte me vi acariciando meus seios, e imaginando Diego me pegando de jeito, fui deslizando minhas mãos pelo meu corpo até chegar de encontro com minha virilha, pus a me acariciar, estava cheia de tesão só de pensar em Diego, começei a deslizar dois dedos sobre meu clitoris em movimentos circulares, sentindo minha xoxotinha inchar de tesão e devagar penetrei dois dedos na mesma e pus a movimenta-los calorosamente lá dentro, até que não aguentei mais, meu corpo estava em estado de exctase e então gozei, depois de me masturba, tomei um banho rapido e me troquei para festa. Como havia anunciado antes na facul que iria de vestido o fiz, coloquei um vestido bem curto me perfumei toda, e fui para festa, chegando lá dei de cara com Diego que estava para ser sincera muito charmoso com um perfume que me deixou na vontade, o comprimentei me fazendo de dezinteressada e fui ao encontro de Taty, que já me puxou para um canto, dizendo-me:- Veio pronta para matar, escutei alguns boatos de que os meninos feicharam um quarto e com varios colchoes no chão e que só podera ser usado pelo organizadores da festa para sexo. Ao ouvi Taty me contar a novidade tive a certeza que iria fazer Diego me lambusar toda com sua goza quente, e comer meu cuzinho com aquele pau gostoso. Sorri para Taty e a puxei paro o meio da galera para dançarmos, começamos a beber e dançar quando o Dj contrato pelos meninos colocou funk, nunca fui muito fã do estilo musical mais em matéria de sensualidade mando muito bem e com aquelas musicas pornograficas mexi com ego de muitos homens que estavão ali, quando derrepente senti algo me tocar por traz, era Diego ele dançava e ao mesmo tempom me comia com os olhos, fui me afastando de modo que me aproximasse dele, e quando ninguém olhava aproximava minha bunda e roçava a sobre sua calça.Até que Diego não aguentou a tentação me pegou por traz, começei a esfregar minha bunda em seu pau já volumoso marcando sua calça, quando senti suas mãos acariciando minha bunda, devagar Diego foi me puxando e me levando para um canto e sem questionar me deixei ser conduzida por aquele homem. Foi então que ele me agarro frente a uma porta no segundo andar, apertava minha cintura contra seu corpo o que me fazia sentir seu pau quase estourando sua calça de tanto tesão, pus-me a beija-lo como se o fosse o possuir, e devagar fui desçendo minha mão por dentro de sua calça e tocando aquela enorme pica dura por cima da cueca, Diego levantava meu vestido e esfregava seus dedos calorosamente sobre minha xoxotinha já toda ensopada de tesão, a porta se abriu e um casal saiu do quarto, Diego me puxo para dentro do mesmo ia me beijando e me acariciando com os dedos numa intensidade gostosa, até que afastou minha calçinha e começo me dedar ferozmente, ao sentir os dedos de Diego penetrar minha xoxotinha me derreti toda sobre seus dedos e contraia-os com todo tesão que sentia naquele momento minha xoxotinha estava toda inchada e meladinha, abri a calça de Diego e abaixei-a e introduzi minha mão por dentro de sua cueca, pegando aquela pica toda gostosa e dura e a punhetei cheia de desejo de chupá-la, de senti-la dentro de mim, Diego me empurrou até um colchão no chão, tirou minha calçinha e terminou de tirar sua calça e sua cueca, e pois a me chupar, ele chupava minha xoxotinha toda depilada e lubrifica com meu melzinho com se nunca tivesse visto algo parecido, sentia sua língua deslizar sobre meu clitóris e dar leves chupadelas, e deslizar até minha grutinha, Diego penetrava sua língua quente, dentro da minha xoxotinha e arrancava de mim gemidos de tesão, eu estava a ponto de enlouquecer e avisei que iria gozar, Diego pois-se a aumentar as linguadas na minha xoxota, deslizo seu dedo molhado de mel até meu cuzinho de devagar o penetrou de uma vez só o que na hora me alucinou e foi quando gozei lambuzando a boca de Diego com meu melzinho o que não deixou pinga nem uma gota lambeu tudinho. Queria retribuir o favorzinho a Diego e o puxei para um beijo bem gostoso e com um impulso pus meu corpo sobre o dele, devagar fui descendo dando chupadelas e lambidinhas por toda sua barriga até chegar de encontro com aquela delicia toda, que pau lindo, cabeçinha do pau de Diego estava vermelhinha todo peludinho, devia ter uns 19 cm e como era grossa, devagar comecei a deslizar pontinha da minha língua naquela cabeçinha deliciosa e dar leves chupadelas, apertava cuidadosamente suas bolas, e com todo cuidado dei leve mordidinhas sobre aquele pica que estava toda pura em minhas mãos, sentia pau de Diego latejar de tesão e pus-me a chupar bem gostoso, coloquei -a todinha dentro da boca e chupei até cansar até Diego gozar aquele liquido grosso em minha boca o que não deixei engoli tudinho, Diego falou que queria comer minha bucetinha, devagar tirou uma camisinha de não sei onde e me entregou como já estava ali pertinho e encantada com tamanha gostosura de pau, abri a camisinha e vesti o penis de Diego com a mesma, Diego sentou-se e me puxou para que eu me sentasse em seu colo, como toda mulher sedutora antes me sentar naquela pica dura o que foi difícil conter de inicio de tanta vontade, comecei a me insinuar para Diego, tirei meu vestido dançando para dele, esfreguei meus seios em seu rosto, que de imediato começou a mamar ferozmente, fui me abaixando sobre se colo e abrindo bem minhas perna de modo que fui me aproximando de pau durinho e fui sentindo ele entrar devagarzinho na minha bucetinha com os dedos arreganhei bem minha bucetinha, que já implorava para ser penetrada e me sentei , engolindo o pau de Diego inteirinho, começei a rebolar no seu pau e conforme me movimentava sobre seu penis Diego mamava meu seios como um bebe, apertava minha cintura o que fazia meu tesão aumentar cada vez mais, e pus a cavalgar naquele pau duro, grosso que me possuía inteira bem fundo, me deixando louca de tesão, eu gemia no ouvido de Diego e o unhava todo até que senti seu pau latejar e quando mais o sentia latejar mais eu cavalgava naquele pau pedindo para gozar dentro de mim, pra me lambuzar com aquela porra quentinha o que não demorou muito a acontecer, e ao sentir Diego gozar dentro de mim não me contive e gozei juntamente com ele, nos deitamos sem forças, mais aquilo não tinha acabado...pois queria que ele comesse meu cuzinho, eu ainda não estava completamente satisfeita, começei a morder a orelha de Diego e sussurrar em seu ouvido,- você já ganhou sua aposta comeu minha bucetinha, mais ainda me satisfez por inteira quero que coma meu cuzinho e me faça gozar de você. Começei a me esfregar em Diego a passar a mão sobre seu pau que já estava mole e o fazendo endurecer novamente em minhas mãos, punhetei Diego por alguns segundos e sai de cima dele, ficando de quadro com bunda virada para ele, começei a deslizar minha mão sobre minha bunda, e a provocar Diego,- Vem aqui, fode meu cuzinho com essa pica grossa, mostra para seus amigos que você fez o serviço completo. Não precisei pedir de novo, Diego se ajoelhou próximo a minha bunda e começou a acariciá-la, fui afastando minhas pernas deixando meu cuzinho todo amostra para Diego, ele começo a esfregar minha bucetinha com os dedos e a deslizar o melzinho até meu cuzinho para lubrificar por fim caiu de boca nele, chupando e enfiando pontinha da sal língua no meu cuzinho, o que me deixava louca de tesão, eu gemia como uma cadela no cio e gritava,- vai me fode logo, aquele senti essa pica grossa dentro de mim seu idiota, e mais uma vez Diego me obedeceu e segurando seu pau com mão começo a enfiar dentro a cabeçinha no meu cuzinho, eu delirava de tesão queria sentir ela toda dentro de mim, e parece de Diego lia meus pensamentos que enfio seu pau bem fundo de uma vez só dentro do meu cuzinho o que me proporciono uma grande excitação apesar da dor, começei a gritar,- vai me arromba com essa piroca grossa! E Diego pos a estocar seu pau no meu cu, eu gemia e acariciava meus seios, empinando minha bunda para que Diego me fudesse com mais força e foi o que ele fez, que maravilha de transa, que pica gostosa tem aquele rapaz e como ele me fudia gostoso só de pensar fico toda molhadinha e cheia de tesão, ainda bem que hoje tem aula eu vou encontra –lo e matar as saudades...e acabei me dando bem com aposta de Diego! Bjus


POR: carolina andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

O QUE VC QUER LER